Visitantes

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Meu Olhar


Vejo muitas coisas que por vezes não queria ver
É inevitável, por mais que não queira transparecer
Atroz fugaz realidade, capturada num simples olhar
Que por muitas vezes tão triste que me faz chorar

Sentir a dor alheia não é opcional, é emocional
De repente a realidade se confunde com ficção
A dor aumenta, que parece partir meu coração
Ah! Olhar perdido, as vezes achado, desiludido

Quantos olhares estão a vagar na desilusão
Entôo uma prece, faço uma petição
Que se firmem nos olhares, fixos ou não
Ai Deus do Céu! É demais para meu coração

Nenhum comentário: