Visitantes

domingo, 30 de outubro de 2016

499 anos da Reforma Protestante


Hoje fui à Igreja Presbiteriana Nacional, na Asa Sul aqui em Brasília, participei do Culto de Gratidão a Deus pelos 499 anos da Reforma Protestante e Jubilação dos Pastores Presbiterianos. Desde 2009 frequento aos cultos presbiterianos, em especial aos do último domingo de outubro, no qual é comemorado a Reforma Protestante.

Essa data é muito importante não só para os protestantes, mas também para todos os cidadãos do mundo. Muitos desconhecem esse acontecimento, porém graças a ele houve grande evolução no mundo, como a revolução industrial, tecnológica, e educacional e principalmente a maior de todas, a teológica.

Fui muito bem recepcionado, citado e apresentado durante o culto, recebendo boas vindas do reverendo condutor da cerimônia: "hoje estamos recebendo a visita do Sr. Edir Rodrigues...". Ganhei de presente um livro cujo tema é Presente Diário, publicado pela própria editora da igreja, que desde 1960 tem ajudado a escrever a história de Brasília. O livro traz mensagens para cada dia do ano, de janeiro a dezembro, textos edificantes e com referências bíblicas.

Uma parte muito emocionante do culto foi no momento em que o coral da igreja cantou o hino Castelo Forte (1529), de Martinho Lutero, o pai da Reforma. Segue o abaixo um trecho do hino:

A força do homem nada faz,
Sozinho está perdido!
Mas nosso Deus socorro traz
Em seu Filho escolhido.
Sabeis quem é Jesus?
O que venceu na cruz,
Senhor dos altos céus,
E sendo o próprio Deus,
Triunfa na batalha.

A igreja  é bem acolhedora, possui um templo amplo e confortável, excelente estacionamento interno, muito bem iluminado. Vale a pena conhecer e frequentar. Os cultos dominicais são às 09:30 e 19:00 horas. Atualmente a igreja é dirigida pelo Rev. Obedes Ferreira da Cunha Jr. - Pastor Titular, o endereço é SGAS 906 Sul, Conjunto A, Bloco 1, CEP 70.390-060 - Brasília, DF - Brasil.

Edir Rodrigues

domingo, 23 de outubro de 2016

Eu e o Santo Daime


A primeira vez que escutei a falar do Santo Daime foi em meados de de 2008, logo quando comecei a ter contato com o mundo psicodélico. Em 2009 fiquei interessado em conhecê-lo um pouco mais e comecei a estudá-lo, porém nunca fui atrás do contato físico, coloquei em minha mente que isso aconteceria de forma natural em seu momento certo.

Já na universidade, na faculdade de filosofia, tive contato no primeiro semestre com a disciplina Antropologia da Religião, a qual me proporcionou conhecer um pouco sobre as religiões. Diante dessa magnífica façanha, pude conhecer muito mais sobre o daime. Para quem não o conhece, farei um rápido resumo de uma pesquisa na internet:

"O Santo Daime é uma uma manifestação religiosa surgida na região amazônica nas primeira décadas do século XX. Consiste em uma doutrina espiritualista que tem como base o uso sacramental de uma bebida enteógena, a ayahuasca. A doutrina não possui proselitismo, sendo a prática espiritual essencialmente individual, sendo o autoconhecimento e internalização os meios de obter sabedoria.

Segundo seus adeptos, a doutrina do Santo Daime é uma missão espiritual, que encaminha seus  praticantes ao perdão e a regeneração do seu ser. Isto acontece porque o daimista, ao praticar dos cultos e ingerir o Santo Daime inicia um processo de auto conhecimento, que visa corrigir os defeitos e melhorar-se sempre, aprimorando-se como ser humano.

Nos rituais sempre há uma forte presença musical. São sempre cantados hinos religiosos e são usados maracás, um instrumento indígena ancestral, na maioria dos locais do culto, além de violas, flautas, bongôs e atabaques.

Surgiu no estado brasileiro do Acre, no início do século XX, tendo como o fundador o lavrador e descendente de escravos Raimundo Irineu Serra, que passou a ser chamado dentro da doutrina e por todos que o conheciam como Mestre Irineu. Após conhecer a bebida sacramental chamada de ayahuasca pelos nativos da região Amazônica, Irineu Serra teve uma visão de características marianas, em que um ser espiritual superior lhe entrega a missão do Santo Daime."

Assim como esperado, tudo aconteceu no momento certo, na sexta-feira (21/10/2016), recebi um convite para participar de um ritual do Santo Daime no sábado. Comentei com um amigo, o mesmo se mostrou interessado. Então ontem, sábado 23 de outubro de 2016, eu e quatro amigos fomos ao Centro de Cultura Cósmica Suprema Luz Paz e Amor, um centro ayahuasqueiro localizado numa chácara no Gama, aqui em Brasília.

Foi uma experiência magnífica, os trabalhamos se iniciaram ás 18:00 horas e adentrou a madrugada. Uma chácara muito linda, pessoas acolhedoras, e todo um acompanhamento de conscientização sobre a busca do auto conhecimento individual.

Confesso que voltei outra pessoa, jamais serei o mesmo, por diversos momentos me senti extasiado e em profunda conexão com meu eu interior, conectado com a Força Divina. Refleti muito sobre a alma, perguntei-me sobre o que é viver, o porque do meu existir. Tirei mágoas do meu coração, perdoei muitas pessoas da quais tinha rancor.

Mesmo tendo passado por alucinações, tive uma sensação de paz profunda, refleti sobre a vida, sobre a alma, sobre fazer o bem incondicionalmente. Vomitei, pois o chá é muito forte, fui informado por membro do centro que é normal isso acontecer na primeira vez que se toma o chá, é um processo de limpeza, sai as impurezas. No caminho de casa, em conversa, cada um contou sua sobre suas experiências tidas com o daime naquela noite. Enfim, foi mais uma experiência na vida, uma das que mais marcou, acredito que voltarei a comungar o daime.

O Centro de Cultura Cósmica Suprema Paz e Amor é um centro ayahusqueiro peculiar no Brasil que vale a pena ser conhecido. Fundado em 20 de maio de 1990, por Mestre Francisco Souza de Almeida (15.04.1944 - 21.21.1999) em Cuiabá (MT), transferiu-se para em 1996 para Brasília, sua sede regional se localiza no Gama. A família do fundador segue na missão de dirigir o centro.

Mestre Francisco era natural do Acre. Segundo seus discípulos, conviveu durante onze anos no ambiente daimista, tendo tomado daime com o Mestre Raimundo Irineu Serra (fundador do Santo Daime), o Padrinho Sebastião Mota de Melo (fundador da vertente daimista do Cefluris) e o Mestre Antonio Antonio Geraldo (líder de um dos grupos da Barquinha.).

Quem quiser conhecer  Centro de Cultura Cósmica Suprema Paz e Amor, está localizado no Núcleo Rural Casa Grande - Rua 08 Ma, Chácara 11, S/N Gama, Brasília - DF, CEP 72428-010 Brasil.

Edir Rodrigues

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Quem diria


Quantas vezes nos surpreendemos com as voltas que a vida dá, quem nunca mudou a visão que tinha sobre algo ou alguém? Isso é vida, é viver. Nesse momento de reflexão vou do profano ao sagrado, tendo como trilha sonora a música  Never Grow Old, interpretada pela norte americana Aretha Franklin, cantora de gospel, R&B e soul, conhecida também como a rainha do soul.

Pois bem, você que tem preguiça de ler, dificilmente irá ao final deste texto. Há uns tempos atrás usei em meu twitter e youtube, a seguinte frase: "Sou fruto de um pensamento, nada que publico aqui pode me definir, porque cada dia acordo mais experiente e diferente daquilo que fui ontem". Logo entenderá o porque da citação.

Na última terça-feria (11 de outubro de 2016, véspera de feriado) fui surpreendido por um amigo ao ser convidado para ir a uma boate aqui em Brasília, a surpresa não foi por ser uma boate, e sim pelo segmento da mesma, que é LGBT. O indaguei se tinha conhecimento do segmento da boate, ele disse que sim, e não via problema em irmos, que um casal amigos nosso e seu irmão  também iriam. A princípio hesitei, porém logo aceitei o convite, pois o mesmo me convenceu que não haveria problemas em irmos a tal local, que o fato de todos sermos héteros não era impedimento.

Ao chegarmos no local ficamos surpresos, não é bagunça como muitos pensam de locais LGBT, muito pelo contrário, não vimos brigas, nem falta de respeito com ninguém, e acreditem, assim como nós, haviam outros héteros. Na volta para casa, em conversa, nós cinco, chegamos a conclusão que é muito fácil julgar algo ou alguém quando não se conhece. Preconceito é ter um conceito de algo sem conhecê-lo. Portanto, assim que oportuno, voltaremos.

O local é muito bom, cheio de pessoas bonitas e alto astral, músicas dançantes e contagiantes, pessoas felizes. E quem perde tempo não aceitando a vida alheia e se incomodando com ela, deixo meu recado: Viva sua vida, antes de julgar alguém conscientize que você também pode ser julgado. Viva a diversidade e deixe cada um viver de sua forma, não se esqueça que se você não é pai, tio, avô, primo e etc, uma dia provavelmente será, e que nada vida estamos sujeitos a qualquer tipo de situação, basta estarmos vivos.

A Victória Haus é uma boate de excelente estrutura, tem duas pistas e programação bastante diversificada. Pelo que pesquisei, recomendo a programação dos sábados e vésperas de feriados, pois toca tribal house, um som contagiante. Fiquei surpreso com etimologia do nome da casa, Victoria (do latim, "aquela que vence") é uma palavra que evoca boas energias e significa a conquista de um projeto ousado. Haus (casa em alemão).

Está localizada no SAAN (Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte) região que possui largas vias de acesso asfaltadas e iluminadas, com ampla área para estacionamento. o SAAN fica na Epia Norte, ao lado da antiga rodoferroviária, no início do eixo monumental, está a apenas oito minutos do centro da capital federal. Endereço: SAAN, Quadra 01, Lote 930, Brasília - DF.

Gostei muito da frase ("Do camarote quase não da pra te ver") da pulseira que colocaram em meu braço para entrar na casa. Que façamos do mundo um lugar melhor, de mais amor, de menos preconceito e intolerância.  Que o Grande Arquiteto do Universo, em sua infinita bondade vos ilumine, hoje e sempre.

Forte abraço.

Edir Rodrigues

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Reflexão sobre a vida


Inicio um diálogo, dessa vez não com uma estátua como na imagem acima, porém comigo mesmo, diretamente da minha poltrona, no meu quarto, de frente ao computador. Me questiono sobre tudo isso que percebo e dizem ser vida.

A trilha sonora desse singelo momento trata-se de uma coletânea que vai de deep-trance, new age e lounge. Será isso tudo verdade? Ou verdade é apenas um ponto de vista? O que é tudo isso? Sofrimento tem seu lado bom, o fortalecimento. Só eu conheço por completo meus sofrimentos. Foi se o tempo em que me importava com o que poderiam pensar ou falar ao meu respeito. Vivo intensamente cada momento, faço o que tenho vontade, dentro do limite da legalidade, assumindo riscos e consequências.

Sigo nessa reflexão, numa mesclagem extasiada de percepções, das lembranças boas e ruins de minha vida, das inquietações que me acompanham ao deitar e levantar. Cada decepção leva um pedaço meu, que jamais consigo recuperar. A maior dor não é a física, e sim a da alma. Já fui traído, julgado, usado, mas sigo em frente, nada melhor que um dia após o outro. 

Desconheço meu limite nessa façanha de existência, lágrimas percorrem meu rosto, não só pelas dores, porém também pelas emoções. Sigo nessa trilha, rumo ao desconhecido. Deixo aos que me conheceram, minha sinceridade e lembrança do meu sorriso, que o Grande Arquiteto do Universo vos ilumine.

Forte Abraço

Edir Rodrigues




sábado, 1 de outubro de 2016

Quem leva a melhor?


Quem leva a melhor, a metodista Hillary Clinton ou o presbiteriano Donald J. Trump? Nunca tive dúvidas que protestantismo sempre esteve relacionado com o desenvolvimento, ao longo da história da nação mais poderosa do mundo, dos seus 44 presidentes, apenas 1 (John F. Kennedy) era católico.