Visitantes

domingo, 4 de dezembro de 2016

Sabedoria Oculta


Recentemente publiquei em meu Facebook que tenho evitado tornar pública minha opinião sobre assuntos polêmicos. Porém devido a diversos pedidos, publiquei que repudio qualquer ato de violência e depredação do patrimônio, seja ele público ou privado. Minha expressão foi devido a recentes atos de protestos aqui em Brasília, onde vândalos, baderneiros depredaram patrimônios públicos e privados, causando prejuízos para toda a sociedade.

Uma peste que assola a sociedade atual é a atrofiação mental, pessoas pegam como verdade tudo que escutam, sem ao menos fazer uma investigação sobre o que lhe foi passado. E o pior é que essa atrofiação desencadeia males ainda maiores, numa proporção imensurável. Ninguém é obrigado a aceitar a opinião do outro, porém deve-se respeitar. Em nosso país a liberdade de expressão é um direito contido na Constituição Federal, porém nem todos entendem.

Hoje, em conversa com meu irmão, refletimos sobre a alarmante situação política do nosso país. Já não bastava a vergonhosa reforma da previdência que querem nos fazer engolir, querem também reformar a CLT, onde trabalhadores perdem direitos adquiridos há anos. Sem contar absurdos como privatizações, congelamentos de salários e o não investimento em saúde e edução nos próximo vinte anos, e a recente Reforma do Ensino Médio. Não sejamos tão inocentes em esquecer que esse pseudo usurpador foi eleito pela mesma chapa da deposta tirana. E não poderíamos esperar dele mal menor do que os por ela causados.

Então, você, meu caro leitor já deve está se perguntando o que a imagem acima tem a ver com tudo que falei, na verdade tem muito, mas para compreender será necessário o complemento que farei agora. A foto acima trata-se de um ingresso que adquiri ontem. A Sabedoria Oculta é um evento de música eletrônica, produzido pela Weed Crew Production, que acontecerá nos dias 17 e 18 de dezembro, numa chácara na região do Jardim Botânico aqui em Brasília. Sabedoria oculta se relaciona com liberdade de expressão e política na medida em quem a busca conhecimento torna o ser sábio. Então a sabedoria só está oculta até o momento em que não a conhece. Porém quando ela mesmo sendo conhecida, porém por pequeno grupo, também considera-se oculta.

Recentemente as redes sociais foram tomadas por um falso moralismo em relação ao aborto. A solução é bem simples, é respeitar a decisão alheia, se é contra o aborto é só não fazer, porém não se deve condenar quem o faz, pois cada é um é dono de sua vida. E se tratando de assuntos polêmicos, reafirmo que sou signatário do aborto, eutanásia, união civil homoafetiva, cannabis para fins medicinais, redução da maioridade para dezesseis anos e fim do voto obrigatório.

Que possamos usar nossa sabedoria para fazer do mundo um lugar melhor, deixando preconceitos, e não se metendo na vida dos outros.

Edir Rodrigues

terça-feira, 1 de novembro de 2016

É Melhor Dar Do Que Receber


Uma certa vez, quando criança, em conversa com minha mãe, ela me disse que é melhor dar do que receber, discordei dela. Argumentei que receber é muito melhor, pois se economiza o que se daria. Foi quando ela desmontou meu argumento ao dizer que quem dar está numa posição melhor do quem recebe, pois se está dando é por que têm-se o suficiente para não fazer falta.

Ao refletir sobre isso, fui remetido aos valores de uma cultura capitalista, em que a lei régia é levar vantagem em tudo, ganhar tudo que o que puder, por todos os meios, de todas as formas, em todo tempo e de todas pessoas. Ela prosseguiu seu raciocínio me relatando um ensinamento revolucionário de Jesus: "Mais bem-aventurado é dar do que receber." (Atos 20.35). Ninguém é tão pobre que não possa dar, nem tão rico que não possa receber.

Infelizmente vivemos dias difíceis, onde as pessoas só se preocupam com elas mesmas, ignorando ao próximo. Porém não devemos desanimar, ainda existem pessoas de bom coração que fazem o bem sem olhar a quem. Entretanto, devemos ficar atentos com certos gestos de solidariedade, pois não passam de auto-promoção, feito principalmente por políticos e artistas.

Enfim, acredito que a solidariedade incondicional seja uma das melhores ferramentes de melhoramento do mundo, ações filantrópicas fazem muito diferença na vida de pessoas necessitadas. Não podemos esquecer também de pequenos gestos de demonstração de afeto, como presentear alguém de quem gostamos, seja familiares ou amigos. Estou muito feliz por ter recebido de presente de meu irmão, que retornou de viagem do Chile na última sexta-feira, os objetos da foto acima.

O primeiro presente trata-se de uma toca andina, que tem nome original em espanhol de chullos, tem a pronuncia tiulios. É feito de couro e lã de alpaca, lhama ou ovelha. Altamente resistente, feito especialmente para os dias de frio. Aqui no Brasil tem sido usado principalmente em festas raves. O chullos ou toca andina, têm uma extensão na região do ouvido, que podem ser amarrados sob o queixo, para aquecer ainda mais a cabeça e proteger as orelas.

Os Chullos têm sido usado na região da Montanha Andina por povos indígenas há milhares de anos. Vestindo diferentes tipos e cores tem um significado entre os nativos andinos. A região andina é constituída pelos países atravessados pela Cordilheira dos Andes, são eles Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, uma região muito fria. Este já é o terceiro de minha coleção, sendo o primeiro adquirido por mim há três anos numa feira hippie aqui Brasília, e o segundo, presente de minha irmã no ano passado, de sua viagem à Argentina.

O segundo presente trata-se de um vinho da tradicional da vinícola chilena Concha y Toro, que existe desde 1883. O Frontera é um vinho feito da uva Cabernet Sauvignon, possui 750 ml  e teor alcoólico de 12,5%. Localizados no Valle Central, as vinhas que dão origem a linha Frontera são protegidas por 4 barreiras naturais. Ao norte, o deserto do Atacama, ao Sul os Glaciais, a leste a Cordilheira dos Andes e a oeste o Oceano Pacífico. Daí a origem do nome desa desta linha, que foi criado para atender o desejo de de consumir um varietal, que seja ao mesmo tempo de qualidade e tenha bom preço.

Vou guardá-lo para a ceia de natal, quem tiver o privilégio de ter minha companhia, poderá apreciar uma taça do vinho, afinal um presente deste deve ser guardado para um ocasião especial.

Edir Rodrigues

domingo, 30 de outubro de 2016

499 anos da Reforma Protestante


Hoje fui à Igreja Presbiteriana Nacional, na Asa Sul aqui em Brasília, participei do Culto de Gratidão a Deus pelos 499 anos da Reforma Protestante e Jubilação dos Pastores Presbiterianos. Desde 2009 frequento aos cultos presbiterianos, em especial aos do último domingo de outubro, no qual é comemorado a Reforma Protestante.

Essa data é muito importante não só para os protestantes, mas também para todos os cidadãos do mundo. Muitos desconhecem esse acontecimento, porém graças a ele houve grande evolução no mundo, como a revolução industrial, tecnológica, e educacional e principalmente a maior de todas, a teológica.

Fui muito bem recepcionado, citado e apresentado durante o culto, recebendo boas vindas do reverendo condutor da cerimônia: "hoje estamos recebendo a visita do Sr. Edir Rodrigues...". Ganhei de presente um livro cujo tema é Presente Diário, publicado pela própria editora da igreja, que desde 1960 tem ajudado a escrever a história de Brasília. O livro traz mensagens para cada dia do ano, de janeiro a dezembro, textos edificantes e com referências bíblicas.

Uma parte muito emocionante do culto foi no momento em que o coral da igreja cantou o hino Castelo Forte (1529), de Martinho Lutero, o pai da Reforma. Segue o abaixo um trecho do hino:

A força do homem nada faz,
Sozinho está perdido!
Mas nosso Deus socorro traz
Em seu Filho escolhido.
Sabeis quem é Jesus?
O que venceu na cruz,
Senhor dos altos céus,
E sendo o próprio Deus,
Triunfa na batalha.

A igreja  é bem acolhedora, possui um templo amplo e confortável, excelente estacionamento interno, muito bem iluminado. Vale a pena conhecer e frequentar. Os cultos dominicais são às 09:30 e 19:00 horas. Atualmente a igreja é dirigida pelo Rev. Obedes Ferreira da Cunha Jr. - Pastor Titular, o endereço é SGAS 906 Sul, Conjunto A, Bloco 1, CEP 70.390-060 - Brasília, DF - Brasil.

Edir Rodrigues

domingo, 23 de outubro de 2016

Eu e o Santo Daime


A primeira vez que escutei a falar do Santo Daime foi em meados de de 2008, logo quando comecei a ter contato com o mundo psicodélico. Em 2009 fiquei interessado em conhecê-lo um pouco mais e comecei a estudá-lo, porém nunca fui atrás do contato físico, coloquei em minha mente que isso aconteceria de forma natural em seu momento certo.

Já na universidade, na faculdade de filosofia, tive contato no primeiro semestre com a disciplina Antropologia da Religião, a qual me proporcionou conhecer um pouco sobre as religiões. Diante dessa magnífica façanha, pude conhecer muito mais sobre o daime. Para quem não o conhece, farei um rápido resumo de uma pesquisa na internet:

"O Santo Daime é uma uma manifestação religiosa surgida na região amazônica nas primeira décadas do século XX. Consiste em uma doutrina espiritualista que tem como base o uso sacramental de uma bebida enteógena, a ayahuasca. A doutrina não possui proselitismo, sendo a prática espiritual essencialmente individual, sendo o autoconhecimento e internalização os meios de obter sabedoria.

Segundo seus adeptos, a doutrina do Santo Daime é uma missão espiritual, que encaminha seus  praticantes ao perdão e a regeneração do seu ser. Isto acontece porque o daimista, ao praticar dos cultos e ingerir o Santo Daime inicia um processo de auto conhecimento, que visa corrigir os defeitos e melhorar-se sempre, aprimorando-se como ser humano.

Nos rituais sempre há uma forte presença musical. São sempre cantados hinos religiosos e são usados maracás, um instrumento indígena ancestral, na maioria dos locais do culto, além de violas, flautas, bongôs e atabaques.

Surgiu no estado brasileiro do Acre, no início do século XX, tendo como o fundador o lavrador e descendente de escravos Raimundo Irineu Serra, que passou a ser chamado dentro da doutrina e por todos que o conheciam como Mestre Irineu. Após conhecer a bebida sacramental chamada de ayahuasca pelos nativos da região Amazônica, Irineu Serra teve uma visão de características marianas, em que um ser espiritual superior lhe entrega a missão do Santo Daime."

Assim como esperado, tudo aconteceu no momento certo, na sexta-feira (21/10/2016), recebi um convite para participar de um ritual do Santo Daime no sábado. Comentei com um amigo, o mesmo se mostrou interessado. Então ontem, sábado 23 de outubro de 2016, eu e quatro amigos fomos ao Centro de Cultura Cósmica Suprema Luz Paz e Amor, um centro ayahuasqueiro localizado numa chácara no Gama, aqui em Brasília.

Foi uma experiência magnífica, os trabalhamos se iniciaram ás 18:00 horas e adentrou a madrugada. Uma chácara muito linda, pessoas acolhedoras, e todo um acompanhamento de conscientização sobre a busca do auto conhecimento individual.

Confesso que voltei outra pessoa, jamais serei o mesmo, por diversos momentos me senti extasiado e em profunda conexão com meu eu interior, conectado com a Força Divina. Refleti muito sobre a alma, perguntei-me sobre o que é viver, o porque do meu existir. Tirei mágoas do meu coração, perdoei muitas pessoas da quais tinha rancor.

Mesmo tendo passado por alucinações, tive uma sensação de paz profunda, refleti sobre a vida, sobre a alma, sobre fazer o bem incondicionalmente. Vomitei, pois o chá é muito forte, fui informado por membro do centro que é normal isso acontecer na primeira vez que se toma o chá, é um processo de limpeza, sai as impurezas. No caminho de casa, em conversa, cada um contou sua sobre suas experiências tidas com o daime naquela noite. Enfim, foi mais uma experiência na vida, uma das que mais marcou, acredito que voltarei a comungar o daime.

O Centro de Cultura Cósmica Suprema Paz e Amor é um centro ayahusqueiro peculiar no Brasil que vale a pena ser conhecido. Fundado em 20 de maio de 1990, por Mestre Francisco Souza de Almeida (15.04.1944 - 21.21.1999) em Cuiabá (MT), transferiu-se para em 1996 para Brasília, sua sede regional se localiza no Gama. A família do fundador segue na missão de dirigir o centro.

Mestre Francisco era natural do Acre. Segundo seus discípulos, conviveu durante onze anos no ambiente daimista, tendo tomado daime com o Mestre Raimundo Irineu Serra (fundador do Santo Daime), o Padrinho Sebastião Mota de Melo (fundador da vertente daimista do Cefluris) e o Mestre Antonio Antonio Geraldo (líder de um dos grupos da Barquinha.).

Quem quiser conhecer  Centro de Cultura Cósmica Suprema Paz e Amor, está localizado no Núcleo Rural Casa Grande - Rua 08 Ma, Chácara 11, S/N Gama, Brasília - DF, CEP 72428-010 Brasil.

Edir Rodrigues

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Quem diria


Quantas vezes nos surpreendemos com as voltas que a vida dá, quem nunca mudou a visão que tinha sobre algo ou alguém? Isso é vida, é viver. Nesse momento de reflexão vou do profano ao sagrado, tendo como trilha sonora a música  Never Grow Old, interpretada pela norte americana Aretha Franklin, cantora de gospel, R&B e soul, conhecida também como a rainha do soul.

Pois bem, você que tem preguiça de ler, dificilmente irá ao final deste texto. Há uns tempos atrás usei em meu twitter e youtube, a seguinte frase: "Sou fruto de um pensamento, nada que publico aqui pode me definir, porque cada dia acordo mais experiente e diferente daquilo que fui ontem". Logo entenderá o porque da citação.

Na última terça-feria (11 de outubro de 2016, véspera de feriado) fui surpreendido por um amigo ao ser convidado para ir a uma boate aqui em Brasília, a surpresa não foi por ser uma boate, e sim pelo segmento da mesma, que é LGBT. O indaguei se tinha conhecimento do segmento da boate, ele disse que sim, e não via problema em irmos, que um casal amigos nosso e seu irmão  também iriam. A princípio hesitei, porém logo aceitei o convite, pois o mesmo me convenceu que não haveria problemas em irmos a tal local, que o fato de todos sermos héteros não era impedimento.

Ao chegarmos no local ficamos surpresos, não é bagunça como muitos pensam de locais LGBT, muito pelo contrário, não vimos brigas, nem falta de respeito com ninguém, e acreditem, assim como nós, haviam outros héteros. Na volta para casa, em conversa, nós cinco, chegamos a conclusão que é muito fácil julgar algo ou alguém quando não se conhece. Preconceito é ter um conceito de algo sem conhecê-lo. Portanto, assim que oportuno, voltaremos.

O local é muito bom, cheio de pessoas bonitas e alto astral, músicas dançantes e contagiantes, pessoas felizes. E quem perde tempo não aceitando a vida alheia e se incomodando com ela, deixo meu recado: Viva sua vida, antes de julgar alguém conscientize que você também pode ser julgado. Viva a diversidade e deixe cada um viver de sua forma, não se esqueça que se você não é pai, tio, avô, primo e etc, uma dia provavelmente será, e que nada vida estamos sujeitos a qualquer tipo de situação, basta estarmos vivos.

A Victória Haus é uma boate de excelente estrutura, tem duas pistas e programação bastante diversificada. Pelo que pesquisei, recomendo a programação dos sábados e vésperas de feriados, pois toca tribal house, um som contagiante. Fiquei surpreso com etimologia do nome da casa, Victoria (do latim, "aquela que vence") é uma palavra que evoca boas energias e significa a conquista de um projeto ousado. Haus (casa em alemão).

Está localizada no SAAN (Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte) região que possui largas vias de acesso asfaltadas e iluminadas, com ampla área para estacionamento. o SAAN fica na Epia Norte, ao lado da antiga rodoferroviária, no início do eixo monumental, está a apenas oito minutos do centro da capital federal. Endereço: SAAN, Quadra 01, Lote 930, Brasília - DF.

Gostei muito da frase ("Do camarote quase não da pra te ver") da pulseira que colocaram em meu braço para entrar na casa. Que façamos do mundo um lugar melhor, de mais amor, de menos preconceito e intolerância.  Que o Grande Arquiteto do Universo, em sua infinita bondade vos ilumine, hoje e sempre.

Forte abraço.

Edir Rodrigues

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Reflexão sobre a vida


Inicio um diálogo, dessa vez não com uma estátua como na imagem acima, porém comigo mesmo, diretamente da minha poltrona, no meu quarto, de frente ao computador. Me questiono sobre tudo isso que percebo e dizem ser vida.

A trilha sonora desse singelo momento trata-se de uma coletânea que vai de deep-trance, new age e lounge. Será isso tudo verdade? Ou verdade é apenas um ponto de vista? O que é tudo isso? Sofrimento tem seu lado bom, o fortalecimento. Só eu conheço por completo meus sofrimentos. Foi se o tempo em que me importava com o que poderiam pensar ou falar ao meu respeito. Vivo intensamente cada momento, faço o que tenho vontade, dentro do limite da legalidade, assumindo riscos e consequências.

Sigo nessa reflexão, numa mesclagem extasiada de percepções, das lembranças boas e ruins de minha vida, das inquietações que me acompanham ao deitar e levantar. Cada decepção leva um pedaço meu, que jamais consigo recuperar. A maior dor não é a física, e sim a da alma. Já fui traído, julgado, usado, mas sigo em frente, nada melhor que um dia após o outro. 

Desconheço meu limite nessa façanha de existência, lágrimas percorrem meu rosto, não só pelas dores, porém também pelas emoções. Sigo nessa trilha, rumo ao desconhecido. Deixo aos que me conheceram, minha sinceridade e lembrança do meu sorriso, que o Grande Arquiteto do Universo vos ilumine.

Forte Abraço

Edir Rodrigues




sábado, 1 de outubro de 2016

Quem leva a melhor?


Quem leva a melhor, a metodista Hillary Clinton ou o presbiteriano Donald J. Trump? Nunca tive dúvidas que protestantismo sempre esteve relacionado com o desenvolvimento, ao longo da história da nação mais poderosa do mundo, dos seus 44 presidentes, apenas 1 (John F. Kennedy) era católico.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

De Olho No Preço


Na tarde de hoje (segunda-feira, 26 de setembro de 2016), estava eu fazendo compras no hipermercado Extra, na Asa Norte (Brasília), quando me deparo com essa absurda diferença de preços de um mesmo produto, a única diferença é somente a marca, vez que o peso e informação nutricional são iguais.

Me pergunto o porquê de tanta ganância, a ponto de de fazer o preço de uma simples bebida láctea ser tão cara.  Se comparado com a inflação medida pelos órgãos oficias não condiz com essa realidade absurda. Até que ponto vamos chegar?

Enquanto muitos hoje só comentavam sobre a prisão do ex-ministro Antônio Palooci, esquecem de comentar e questionar absurdos que acontecem diariamente, por exemplo, muitos fabricantes vem reduzindo os pesos dos produtos, sem repassar o preço ao consumidor. Quem cala consente. 

Sigam-me: twitter.com/edirrodrigues

domingo, 25 de setembro de 2016

Aniversário do Lorenzo



Hoje estive na casa do meus amigos Wesley e Nívia Nery para comemorar o primeiro aniversário do filho deles, o Lorenzo. Foi um momento muito bom, pois sempre tenho a honra de participar de momentos especiais dessa família, grandes amigos.

Nessa linda confraternização reencontrei um amigo de infância, o Alessandro Pereira, que é primo da Nívia. Relembramos grandes momento de nossas vidas, rimos muito, recordamos de nossa infância e adolescência, do ensino médio e fundamental. 

Disso tudo que foi vivido hoje e recordado, compreendo que a vida é magnífica, e cada um deve tentar ser feliz com o que tem, não desejar o mal ao próximo e tentar sempre fazer com que as pessoas em sua volta sintam-se felizes.


sábado, 24 de setembro de 2016

Meu aniversário no 5uinto



Ontem (sexta-feira, 23 de setembro de 2016) foi meu aniversário, comecei as comemorações em grande estilo. Celebrei a chegada desse grande dia quinta-feira na melhor casa noturna de Brasília, o 5uinto claro, com o melhor do house.

Ontem dei prosseguimento as comemorações indo em mais duas baladas, e já vou sair hoje novamente para continuar, afinal aniversário é uma só vez no ano. Agradeço Deus por mais uma no de vida. 

Sou muito grato pela excelente família que tenho e pelos meus amigos. Agradeço em especial ao Hermes Lima por ter me apoiado e acompanhado na primeira fase desse ciclo de comemorações. Meu agradecimento em especial ao Maycon Mesquita e Leonardo Henrique, que junto com o Hermes, foram os primeiros a me parabenizar, afinal estavam comigo no 5uinto.

Enfim, é com muito carinho que venho agradecer a todos por cada mensagem, por cada palavra, por cada gesto, por cada presente, enfim, a todos que carinhosamente gastaram um tempinho do seu dia pra me desejar feliz aniversário. Deu certo, pois foi um dia muito feliz mesmo...

Aos que ligaram...
Aos que esqueceram...
Aos que não puderam estar "on-line".
Deus dê tudo em dobro que me desejaram!
Sou uma pessoa muito feliz, feliz mesmo...
Pois tenho pessoas maravilhosas que me cercam...
Uns de perto...
Uns de longe....
Outros de bem longe...
Não importa a distância e sim o carinho...
Isso é um presentão de Deus em minha vida.
Obrigado a todos.

www.edirrodrigues.com.br




quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Falta humanismo no trânsito

Hoje pude perceber o quanto o ser humano é egoísta e prepotente.

Como de Costume, saí do trabalho e fui à academia, chegando lá lembrei que meu carro estava muito sujo e resolvi não praticar minha atividade física diária e vir para casa, para levá-lo a um lava-a-jato.
No caminho de casa, ao fazer o retorno da tesourinha na altura da quadra 205/206 Sul, no Eixinho, fui surpreendido por meu carro apresentar um defeito repentino.

A embreagem simplesmente travou e parou de funcionar, liguei o pisca-alerta e imediatamente entrei em contato com um guincho para fazer a remoção do veículo, e nesse momento percebi a falta de respeito e compreensão de muitos motoristas de nossa cidade, que se demonstravam impacientes e buzinavam constantemente, como se eu tivesse optado em parar naquele local.

Acredito que esses “cidadãos” tenha esquecido que aqui em Brasília evitamos buzinar, é uma prática igual ao de parar na faixa de pedestres, uma marca dos brasilienses. Quem visita o Distrito Federal logo percebe nas placas de boas vindas que se deve evitar usar buzinas aqui.

Enfim, deixo aqui minha insatisfação com a falta de compreensão alheia, pois é muito fácil ser ríspido com o próximo, mas tentar entender os motivos pelo qual está naquela situação já é outra história.

domingo, 18 de setembro de 2016

Flip Out 2016

Estou muito satisfeito por ter participado de mais uma edição Flip Out, evento top, perfeito do começo ao fim, e teve uma linda finalização feita pelo Rica Amaral.

Muito orgulho de faze parte da cena rave de Brasília.

#FlipOut2016

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Nívia Nery

Não sou muito bom em prestar homenagens, ainda mais usando uma foto antiga, na qual não estou tão lindo quanto atualmente. Hoje é aniversário de uma pessoa encantadora, que conheci na época do Ensino Fundamental, e está presente até hoje em minha vida. 

Estou falando dela, a mãe do Lorenzo, esposa do Wesley, irmã da karina, a pedagoga e empresária Nivia Nery (apresentei igual o Faustão na hora do quadro Arquivo Confidencial. kkkk) .

Parabéns pelo seu aniversário, muitas felicidades hoje e sempre, que o Grande Arquiteto do Universo continue iluminando seu caminho. Você merece tudo de bom nessa vida.

Grande beijo. 

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

O Que Importa




De repente tudo vai ficando tão simples que assusta. A gente vai perdendo algumas necessidades, antes fundamentais e que hoje chegam a ser insignificantes. Vai reduzindo a bagagem e deixando na mala apenas as cenas e pessoas que valem a pena. As opiniões dos outros são unicamente dos outros, e mesmo que sejam sobre nós, não têm a mínima importância. 

Vamos abrindo mão das certezas, pois com o tempo já não temos mais certeza de nada. E de repente isso não faz a menor falta. Paramos de julgar, pois já não existe certo ou errado, mas sim a vida que cada um escolheu experimentar.

Por fim entendemos que tudo que importa é ter paz e sossego. É viver sem medo, e simplesmente fazer algo que alegra o coração naquele momento. É ter fé. E só.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O Sono da Morte

Ontem, domingo, 4 de setembro de 2016, fui ao cinema com meu amigo Luís Fernando Carvalho. Quando ele me convidou, perguntei se havia escolhido o filme, tive como resposta que escolha seria feita no momento. Assim fizemos, ao chegarmos ao Kinoplex do Pátio Brasil Shopping, fomos informados que só restavam duas sessões para encerramento dos filmes do dia, nos foi dado a opção de assistirmos ao norte americano O Sono da Morte e o brasileiro Um Namorado Para Minha Mulher, ficamos com primeira opção, afinal um filme de terror combinava com o horário, pois já era quase 22:00 horas e as lojas do shopping já estavam fechadas, inclusive a praça de alimentação, só o cinema funcionando. Estacionamento deserto, luzes baixas nos corredores, e na sala tinham no máximo dez pessoas contando conosco. 

O filme conta a história do casal Jessie (Kate Bosworth) e Mark (Thomas Jane), que logo após perder o filho pequeno, aceita adotar Cody (Jacob Tremblay), um garoto da mesma idade. O filho adotivo se adapta bem à nova família, mas ele tem um problema: os seus sonhos se tornam realidade, e os pesadelos, especialmente, podem ser mortais. Quando Jessie e Mark investigam o passado do garoto, descobrem histórias sinistras.

Confesso que em muitas cenas do filme fiquei assustado, as vezes ficava mexendo no celular, porém me assustava mais ainda quando o Luís Fernando queria que eu observasse algum detalhe e me cutucava com o dedo, foi sinistro, filme de cenas muito forte. No geral não tenho muito a reclamar do filme, só não gostei do fato do pai adotivo Cody não ter tido a oportunidade de voltar a vida. 

No mais foi tudo tranquilo, tirando a parte de quando fui pagar o estacionamento, ter percebido que meu cartão de crédito havia sumido, e ao voltarmos a sala do filme, nos assustamos também com outro frequentador que havia ido buscar a carteira perdida. Ao contrário dele, não encontramos o perdido. Assim sendo paguei e estacionamento com o cartão de débito, e já cancelei o perdido. 

Inscreva-se em blog, e fique por dentro das atualizações. 

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Igreja Batista Central de Brasília

No último domingo (28/08/2016), resolvi ir à igreja. Convidei oito amigos, e para minha surpresa, todos recusaram meu convite. Cada um apresentou uma justificativa. Não vou julgá-los, porém penso, será se fosse para outro local, será que aceitariam?

Vivemos em momento em que o profano sobrepõem ao sagrado, e os valores estão invertidos.

Foi muito bom ir à IBCB, culto tranquilo e acolhedor.

Conheça ao Igreja Batista Central de Brasilia, cultos aos domingos às 10h15, 17h30 e 19h

Av L2 - Sgas Q 603 Q 602 - Asa Sul - Brasília - DF

domingo, 28 de agosto de 2016

Café Society

Ontem resolvi ir ao cinema, antes de sair de casa pesquisei os filmes em cartaz, me interessei por um de nome Café Society, gostei das informações que li sobre ele. Então decidi assisti-lo. Convenci o Cláudio de ir comigo. Chegamos ao Cinemark Pier 21 super animados para vermos o filme. Porém o filme é tão ruim que o Cláudio saiu da sala antes do fim. Fiquei até o final, e para minha surpresa o filme foi totalmente sem qualquer elemento que fizesse uma diferença. Não sou nenhum crítico de cinema, porém registro aqui minha decepção com esse filme.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

PsyCotrance 2016

Sobre a #PsycoTrance2016
Estive presente em mais uma edição, já é tradição. Feliz demais da conta. Muito bom rever amigos de cena e fazer novos.
Comungar com essa irmandade é uma enorme satisfação. Estamos juntos rapaziada, aquele abraço.
Paz e Luz!

domingo, 7 de agosto de 2016

domingo, 19 de junho de 2016

Convicção e Tolerânica

Autor: Rev. Valdinei Ferreira
A cultura moderna está mais tolerante em relação à religião, porém mais intolerante a qualquer reivindicação religiosa de exclusividade e verdade. Isso significa o seguinte: uma religião – não importa se cristã ou não – será aceita socialmente se renunciar às suas convicções mais profundas a respeito de Deus e do modo como Deus deseja que os seres humanos conduzam sua vida neste mundo. No fundo, as religiões nas sociedades modernas foram reduzidas à categoria de folclore e, nessa condição, são bem-vindas à vida em sociedade, desde que se apresentem como algo do passado e com toque de costumes exóticos. É uma espécie de lembrança de onde vieram aquelas pessoas e em que acreditavam seus antepassados. Entretanto, o tempo todo, o que está sendo dito é que tais pessoas já não acreditam que o seu Deus seja único e verdadeiro e muito menos que tenha revelado normas éticas para a vida em sociedade.
Está em curso a transição de uma cultura em que a fé num Deus único era aceita sem discussão para uma cultura na qual a ideia de um Deus único e verdadeiro é questionada e, não poucas vezes, até hostilizada. Não se trata aqui de fazer a roda da história girar para trás, numa busca saudosista do período em que o cristianismo, católico ou protestante, era hegemônico na cultura ocidental. O grande desafio é mostrar – com palavras e atitudes – que a convicção religiosa que afirma que Jesus Cristo é o único e verdadeiro Deus não implica qualquer tipo de discriminação ou intolerância em relação a pessoas, culturas ou religiões. Cristãos acreditam que, justamente porque há um único e verdadeiro Deus e os seres humanos foram feitos à imagem e semelhança dele, todas as pessoas são portadoras de dignidade e merecedoras de amor, cuidado e carinho. O paradoxo do cristianismo é este: a crença no único e verdadeiro Deus é fonte de inclusão e não de exclusão. Assim, porque há um só Deus, cristãos afirmam:
-Os seres humanos são iguais entre si, pois são criaturas.
-Nações e etnias são iguais em dignidade.
-Maiorias e minorias são iguais em responsabilidades e direitos.
-Se há um só Deus, todos – grandes e pequenos – haverão de responder por seus atos e omissões diante dele no dia do Juízo.
O mais importante a ser lembrado é que Deus se revelou em Jesus de Nazaré, e nunca pisará na face da terra alguém mais inclusivo que ele. Recordemos:
-Ele recebeu crianças, quando crianças não eram consideradas na família e na sociedade.
-Ele tocou e curou leprosos, quando leprosos eram expulsos do convívio social.
-Ele valorizou as mulheres, quando mulheres eram tidas como seres inferiores.
-Ele impediu um apedrejamento, quando a ideia de Direitos Humanos era ainda completamente desconhecida.
Que cristãos tenham cometido e continuem cometendo erros é fato inegável. Todavia, a fonte de seus erros não deve ser procurada na crença na existência de um único Deus, ou seja, cristãos não erram porque acreditam que existe um só Deus, erram quando não acreditam o suficiente para seguir o exemplo de amor e doação de Jesus Cristo.

 Reverendo Valdinei Ferreira é pastor na Catedral Evangélica de São Paulo, 1ª Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo.